sol entre nuves de tons avermelhados

Criação e lançamento do Aurora

 
conheça1.jpg
 
 
 
 
 
 
 
 

Aurora: conheça o Laboratório de Inovação do TJDFT

O Laboratório de Inovação do TJDFT – foi lançado na última sexta-feira, 2/10, em evento ao vivo 100% online que atraiu 400 pessoas entre magistrados, servidores e público externo. Abaixo você poderá conhecer um pouco mais sobre esse espaço de fomento a inovação do Tribunal, que utilizará métodos ágeis e práticas colaborativas no desenvolvimento de soluções com foco no usuário.

 

O NOME E A MARCA

 

O nome Aurora foi selecionado por meio de concurso interno, patrocinado pela Amagis-DF e Assejus-DF, que contou com 411 ideias inscritas. Segundo sua idealizadora, a servidora do TJDFT Adelyse Lopes, “aurora é a claridade que precede o nascer do sol e os primeiros indícios de alguma coisa; um começo” e, assim como o laboratório de inovação, “ajudará a revelar uma nova realidade, um novo dia”.

 

Com a definição do nome, foi iniciado o processo de criação da identidade visual e da marca, construída a partir da letra A, inicial de Aurora. O formato triangular representa mudança e fluidez e os vértices os estágios de um ciclo (começo, meio e fim), inerentes aos processos ágeis de desenvolvimento de soluções, metodologia que será utilizada no laboratório. 

 

As cores foram inspiradas no céu de Brasília e aplicadas em degrade de forma a reapresentar a diversidade de tons. Clique aqui e confira vídeo sobre o processo criativo da marca.

fomenta inovação.jpg

O ESPAÇO FÍSICO

 

O layout do Aurora foi desenvolvido com base em conceitos de sustentabilidade, neuroarquitetura, design biofílico e acessibilidade. O objetivo foi propiciar aos frequentadores um ambiente que promova bem-estar, reconexão com a natureza e colaboração. 

Na concepção do espaço, foi priorizada a utilização de materiais de baixo impacto ambiental e o aproveitamento da luz natural. A acessibilidade foi garantida por meio de sinalização tátil a partir do acesso principal do prédio. A marca e as cores foram aplicadas de forma lúdica em vários pontos de forma a conferir identidade ao espaço.

O Aurora conta com uma sala de reunião e oficinas, um espaço com estações fixas para a equipe do laboratório, uma área de acolhimento com arquibancada e tela de projeção para realização de eventos e um café. O mobiliário modular permite personalizar o ambiente em várias configurações, conforme a necessidade do usuário.

A sede do Aurora está sendo construída na Ala B do Térreo do Fórum de Brasília, local de fácil acesso e grande circulação de pessoas.  Clique aqui e faça um tour virtual pelo Laboratório. Confira também no flickr do TJDFT as fotos do projeto do espaço físico.

O AMBIENTE VIRTUAL

 

Devido o trabalho remoto imposto pela pandemia da Covid-19, o site será o principal canal de comunicação e interação do Aurora com os usuários neste momento. Nele, estão disponíveis informações sobre história, funcionamento, premissas, projetos e desafios do laboratório, bem como espaço para participação e colaboração dos usuários e curadoria de conteúdo sobre inovação (livros, eventos, cursos). A ambiente virtual conta ainda com espaço para registro de sugestões, elogios, críticas sobre o Aurora.

 

Em Revele seu talento, por exemplo, que funciona como uma espécie de banco de talentos, o usuário poderá registrar suas habilidades para que oportunamente possam ser utilizadas em projetos e ações do Aurora de forma voluntária. Já em Traga seu desafio, a ideia é encontrar soluções para os problemas apresentados pelos usuários, por meio da troca de ideias, de facilitação intermediada pela equipe do laboratório ou ainda pela simples disponibilização do espaço e ferramentas ao usuário. 

 

A sua colaboração é fundamental para o sucesso do Aurora, instituído por meio da Resolução 8/2020. Participe, ajude a construir o Tribunal do Futuro. Quer ficar por dentro do primeiro grande projeto do Aurora, o Cartório 4.0, acesse o site do Aurora.

 

por ACS — publicado 06/10/2020 11h45, última modificação 06/10/2020 13h45

https://intranet2.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2020/outubro/aurora-conheca-o-laboratorio-de-inovacao-do-tjdft

conheça2.jpg
Criatividade e inovação marcam lançamento do Aurora
lançamento1.jpg

Colaboração, empatia e experimentação, sob essas premissas nasceu, na última sexta-feira, 2/10, o Laboratório de Inovação do TJDFT – Aurora. Com uma abordagem moderna e criativa, o projeto foi lançado em evento ao vivo 100% online que atraiu 400 pessoas entre magistrados, servidores e público externo. O vídeo do evento de lançamento pode ser conferido no canal oficial do TJDFT no YouTube e já conta com mais de 900 visualizações.

 

Durante o lançamento, o Presidente do TJDFT, desembargador Romeu Gonzaga Neiva, explicou que “o laboratório surge para potencializar a criatividade de cada um de nós – servidores, magistrados, colaboradores e sociedade – ao tempo em que trás o jurisdicionado para o centro de nossas ações a fim de juntos criarmos soluções hábeis a transformar a Justiça”. Segundo o magistrado, o Aurora será um ambiente de estímulo à criatividade, de geração de novas ideias e de desenvolvimento de soluções para aperfeiçoar os serviços da Casa.

 

Para a 1ª Vice-Presidente, desembargadora Ana Maria Duarte Amarante Brito, a colaboração é a peça chave para atender os problemas da sociedade cada vez mais complexos, imprevisíveis e transversais, o que demanda “união de esforços para efeito multiplicadores”. “Quando nós unimos diferentes perspectivas, habilidades e conhecimentos, nós aumentamos o potencial inovador de qualquer equipe, o engajamento dos seus membros e as possibilidades de geração e formulação de soluções”, ressaltou.

 

Ao abordar a importância da empatia – “enxergar o mundo sob a lente do outro” – no processo de inovação, a 2ª Vice-Presidente, desembargadora Sandra de Santis, citou como exemplo a conciliação e a mediação na construção de soluções mais satisfatórias para as partes. “Essa valorosa experiência nos permite afirmar que é exatamente por meio do caminho da escuta ativa e da compreensão do outro que criamos conexão. Conexão essa capaz não apenas de aperfeiçoar a solução que entregamos, mas de nos transformar no processo”.

 

Em sua fala, a Corregedora da Justiça do DF, desembargadora Carmelita Brasil, reforçou que a experimentação é a essência da inovação e que é preciso afastar o medo, o qual “impede o ser humano de alcançar grandes realizações”. A desembargadora destacou ainda que precisamos aprender a lidar com o fracasso, que “também é uma forma de aprendizagem”, uma forma de “reconstruir o novo”. Por fim, a magistrada mencionou a necessidade de substituir a hierarquia e a competição – “valores extremamente cultivados em todas as instituições” – pela colaboração para alcançar resultados efetivos. 

 

 

 

 

 

lançamento2.jpg

Opinião compartilhada pelo juiz-assistente da Presidência do TJDFT e coordenador do Aurora, Jayder Ramos de Araújo. “Não vai ser a imposição da ideia pela autoridade, mas a autoridade da melhor ideia que vai prevalecer”. O magistrado mediou um bate-papo descontraído com o juiz Faustino Macedo Ferreira, coordenador do Instituto de Inovação Ideias do TJPE, protagonista na implantação de laboratório de inovação na justiça estadual.

 

Na ocasião, o juiz do TJDFT destacou o espírito colaborativo da inovação e o trabalho em rede. “Os desafios são grandes e as complexidades não nos permitem nos fechar e querer construir sozinhos esse caminho”, disse. Segundo o magistrado, o laboratório foi concebido para ser um ambiente democrático, transparente, “refúgio verdadeiro para criatividade e inovação na Casa”, uma espécie de catalisador de novas ideias, com foco no usuário.

 

Além disso, ao afirmar que o erro faz parte do processo de criação, o juiz questionou o magistrado pernambucano sobre como fazer as pessoas compreenderem que o erro é um processo natural para quem quer criar e fazer algo diferente. Em resposta, o juiz do TJPE explicou que o laboratório é o lugar seguro para errar, pois é nele que são feitas as experimentações e pototipações das soluções.

lançamento3.jpg

O magistrado pernambucano falou ainda sobre a experiência do Ideias e destacou que o maior desafio na implementação de um laboratório é a percepção de valor por parte da instituição, estimular a cultura da inovação na Casa, mostrar que existe um caminho diferente para chegar num lugar melhor. O juiz lembrou também a importância da inovação aberta e a necessidade da Justiça ser redesenhada, uma vez que foi construída sob perspectivas frias e formalidades, que de certa forma distanciam o Judiciário da sociedade. “Toda vez que a gente se distancia do usuário, a gente está se deslegitimando”, destacou.

 

Por fim, o magistrado pernambucano ressaltou que a instituição não pode ter a falsa percepção que o laboratório é o único lugar da ideia no Tribunal. “É importante incentivar e deixar claro que a capacidade de inovação e criação surge nas unidades e que o laboratório é apenas catalisador”. Para o magistrado, a “inovação está dentro de todos nós. A criatividade é o que nos diferencia dos outros primatas”. Por isso, a importância de estimular focos de inovação em toda instituição, segundo o juiz.

 

Durante o lançamento, o público teve ainda a oportunidade de fazer tour virtual pelo espaço físico, conhecer o site, o processo de escolha do nome e a concepção da marca e da identidade visual e, ainda, o primeiro grande projeto do Aurora: o Cartório 4.0.

O Laboratório de Inovação do TJDFT foi instituído por meio da Resolução 8/2020. Quer saber mais? Acesse o site do Aurora.

 

NA MÍDIA

 

O Jornal da Justiça, da TV Justiça, em sua 2a edição da última sexta-feira, 2/10, destacou o lançamento do Laboratório de Inovação – Aurora. O vídeo traz o Presidente do TJDFT, Desembargador Romeu Gonzaga Neiva destacando o empenho da Corte em buscar soluções inovadoras no contexto da pandemia do novo coronavírus. Traz, ainda, a Corregedora da Justiça do DF, que apresentou o primeiro produto do Aurora, o Cartório 4.0, ferramenta por meio da qual magistrados e servidores poderão expor problemas e dificuldades encontradas na gestão de cada unidade. Clique aqui para assistir à reportagem.

 

por ACS — publicado 05/10/2020 08h00, última modificação 06/10/2020 11h43

https://intranet2.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2020/outubro/criatividade-e-inovacao-marcam-lancamento-do-aurora

lançamento.png
02 10 20 ROMEU G NEIVA e JAYDER RAMOS -
00:00 / 32:09

Lançamento Aurora hoje, 16h, ao vivo pelo YouTube

 

 

 

Hoje, 2/10, a partir das 16h, será realizado o evento de lançamento do Laboratório de Inovação do TJDFT – Aurora. Com mais de 250 inscritos, o evento também será transmitido ao vivo pelo canal oficial do Tribunal no YouTube.

 

Durante o lançamento, os participantes terão a oportunidade de fazer um tour 3D pelo laboratório – espaço moderno e lúdico de interação, experimentação, colaboração e de fomento à cultura da inovação no Tribunal.

 

Na ocasião, você poderá desfrutar ainda de bate-papo descontraído sobre a experiência de implantação do laboratório de inovação do TJPE e conhecer o primeiro grande projeto do Aurora: o Cartório 4.0.

 

E vem desafio por aí. Fique ligado! Sua colaboração será fundamental para o sucesso da iniciativa. Participe! Ajude a construir o Tribunal do futuro.

 

O Laboratório de Inovação do TJDFT foi instituído por meio da Resolução 8/2020

 

ENTREVISTA

 

Nesta sexta-feira, 2/10, às 10h, o Presidente do TJDFT, Desembargador Romeu Gonzaga Neiva, e o juiz assistente da Presidência Jayder Ramos de Araújo concederam entrevista, ao vivo, para o programa Revista Justiça da Rádio Justiça sobre o lançamento do Laboratório de Inovação do Tribunal – Aurora. 

 

Clique ao lado para ouvir a entrevista.

 

por ACS — publicado 02/10/2020 09h40, última modificação 05/10/2020 13h25

https://intranet2.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2020/outubro/lancamento-aurora-hoje-14h-ao-vivo-pelo-youtube

Aurora: Presidente e juiz concedem entrevista ao vivo

Nesta sexta-feira, 2/10, às 10h, o Presidente do TJDFT, Desembargador Romeu Gonzaga Neiva, e o juiz assistente da Presidência Jayder Ramos de Araújo concederão entrevista, ao vivo, para o programa Revista Justiça da Rádio Justiça sobre o lançamento do Laboratório de Inovação do Tribunal – Aurora.

 

O espaço de fomento à inovação da Justiça local será lançado nesta sexta-feira, 2/10, em evento 100% online com transmissão ao vivo pelo canal oficial do TJDFT no YouTube. Para acompanhar a entrevista, basta sintonizar no canal 104,7 FM ou acessar o YouTube da Rádio Justiça.

 

Durante o lançamento, os participantes terão a oportunidade de fazer um tour 3D pelo laboratório – espaço moderno e lúdico, propício a troca de experiências e práticas colaborativas. Na ocasião, será apresentado ainda o primeiro grande projeto do Aurora – o Cartório 4.0 – e realizado um bate-papo sobre a experiência de implantação do laboratório de inovação do TJPE.

 

O Laboratório de Inovação do TJDFT foi instituído por meio da Resolução 8/2020.

 

por ACS — publicado 01/10/2020 21h00, última modificação 02/10/2020 09h40

https://intranet2.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2020/outubro/presidente-e-juiz-concedem-entrevista-sobre-o-aurora

entrevista.png

Aurora: por que criar um laboratório de inovação?

 

Nesta sexta-feira, 2/10, às 16h, o TJDFT lançará o Aurora. E você pode estar se perguntando: por que criar um laboratório de inovação? A resposta é simples: para desenvolver soluções para problemas cada vez mais complexos de um mundo em constante transformação.

 

Afinal, o mundo mudou, inovar não é mais uma opção e precisamos nos adaptar às mudanças para não ficar para trás. Além disso, o usuário também não é mais o mesmo e exige soluções que atendam de fato a suas necessidades.

Mas o que diferencia um laboratório de inovação de outros setores? Ele é um espaço projetado para estimular a criatividade e a colaboração, focado na perspectiva do usuário e que prioriza a agilidade no desenvolvimento das soluções.

 

Assim, surge o Aurora: ambiente ideal para criar novas ideias, compartilhar conhecimento, testar e desenvolver novas soluções, aprimorar processos e serviços do Tribunal, sempre com foco no usuário.

 

E, para que o Aurora seja realmente um espaço de fomento à inovação na Casa, ele terá sua atuação pautada em metodologias específicas e suas atividades desenvolvidas a partir de algumas premissas:

Inovação no setor público – criar o novo a partir da mudança de perspectivas. É gerar valor e desenvolver processos, produtos e serviços que impliquem melhoria significativa na eficiência, na eficácia e na efetividade de resultados para a sociedade.

 

Empatia – compreender o outro – necessidades, desejos e limitações – e ser capaz de desenvolver soluções que de fato melhorem a vida das pessoas.

 

Colaboração – trabalhar junto para construção de um benefício coletivo. É agregar olhares e experiências diferentes em uma ação comum de esforços complementares.

 

Experimentação – testar ideias, analisar hipóteses e mudar rapidamente o que for necessário, a fim de encontrar as soluções mais adequadas, com a otimização de recursos.

 

Ficou curioso? Quer saber mais sobre o Laboratório de Inovação do TJDFT, fazer um tour virtual 3D pelo espaço e ainda conhecer o primeiro grande projeto do Aurora – Cartório 4.0? Inscreva-se no evento de lançamento por meio da página da Escola até o dia 1/10.

 

por ACS — publicado 29/09/2020 09h20, última modificação 29/09/2020 09h20

https://intranet2.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2020/setembro/aurora-por-que-criar-um-laboratorio-de-inovacao

por que criar.png

TJDFT realiza dois grandes eventos sobre inovação

A cultura da inovação está em pauta no TJDFT! No próximo dia 2/10, será lançado o Laboratório de Inovação da Casa, que ganhou o nome de Aurora, após votação entre magistrados e servidores. Além disso, o TJDFT vai promover, entre os dias 7 e 9/10, o I Seminário Nacional de Gestão e Inovação no Judiciário – A Justiça na era digital, no qual será abordada a importância da gestão para a inovação. Os eventos serão transmitidos de forma 100% virtual por meio da ferramenta Zoom. 

 

LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO AURORA

 

Instituído por meio da por meio da Resolução 8/2020, o Laboratório de Inovação Aurora, é um espaço de livre acesso e utilização, para desenvolvimento de iniciativas que estimulem o envolvimento e a cooperação ativa de magistrados, servidores, jurisdicionados e demais colaboradores nas ações e projetos de inovação.  O Laboratório de Inovação Aurora é um espaço lúdico de interação, experimentação e criação conjunta, com uso intensivo de métodos ágeis e práticas colaborativas, que envolvem ações de pesquisa, exploração, ideação, realização de pilotos, prototipagem e testes estruturados de soluções inovadoras, com foco no usuário. O objetivo é fomentar a cultura de inovação e apoiar o desenvolvimento de projetos críticos de transformação dos processos e serviços prestados pelo Tribunal. No dia 2/10, às 16h, o Aurora será apresentado em evento 100% online com transmissão ao vivo pelo canal oficial do TJDFT no YouTube. Durante o lançamento, os participantes terão a oportunidade de fazer um tour 3D pelo laboratório– espaço moderno, propício a troca de experiências e práticas colaborativas - e ainda conhecer o projeto do Cartório 4.0.

 

Inscrições abertas na página da Escola de Formação Judiciária.

 

I SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DA INOVAÇÃO NO JUDICIÁRIO

 

Nos dias nos dias 7, 8 e 9/10, a Escola de Formação Judiciária do TJDFT vai promover o I Seminário Nacional de Gestão e Inovação no Judiciário – A Justiça na era digital, oportunidade em que será debatido como a cultura digital pode impactar a transformação organizacional e aumentar a produtividade ao combinar a automação de rotinas, racionalização de procedimentos e capacitação dos magistrados e servidores em novas competências.  O evento irá reunir palestrantes renomados na área jurídica, de gestão e de inovação, e será destinado a magistrados e servidores do TJDFT, além de membros de tribunais estaduais, federais, superiores e das escolas de governo do Poder Judiciário.  Durante o evento, será lançado concurso de monografias, cuja proposta é estimular o desenvolvimento de soluções inovadoras e pesquisas que possam gerar resultados positivos na prestação jurisdicional. Para participar, basta se inscrever até o dia 02/10 neste link.

 

por ACS — publicado 28/09/2020 12h45, última modificação 28/09/2020 15h06

https://intranet2.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2020/setembro/tjdft-realiza-dois-grandes-eventos-sobre-inovacao

dois eventos.jpg
construir cartorio.png

Lançamento Aurora: ajude a construir o Cartório 4.0

 

Quais são os maiores desafios do TJDFT na modernização das atividades cartorárias? Para colaborar com o Tribunal nesta empreitada, conheça o primeiro grande projeto do Aurora – o Cartório 4.0, que será apresentado dia 2/10, às 16h, durante o evento de lançamento do Laboratório de Inovação da Casa.

 

A sociedade tem exigido o aperfeiçoamento crescente da qualidade, da celeridade, da eficiência, da eficácia e da efetividade dos serviços judiciários. Isso tem demandado uma reavaliação das estruturas cartorárias do Tribunal, a fim de escalar a produtividade e celeridade, sem prejudicar a qualidade e assertividade dos julgados.

 

Diante desse grande desafio, surge o projeto Cartório 4.0, com objetivo de desenvolver soluções inovadoras para a tramitação dos processos judiciais, a partir da modernização das atividades cartorárias. A ideia é aperfeiçoar os processos de trabalho, por meio da automação, simplificação, especialização e padronização das rotinas.

 

Para tanto, o TJDFT quer ouvir você, que lida diariamente com a atividade cartorária. Sua colaboração será fundamental para o sucesso da iniciativa. Logo, nada mais propício que desenvolver o Cartório 4.0 dentro do Laboratório de Inovação, ambiente moderno de estímulo à colaboração e experimentação, onde novas ideias são moldadas e ganham forma. 

 

Que saber como ajudar a construir o Cartório 4.0?

 

Inscreva-se no Lançamento do Laboratório de Inovação do TJDFT – Aurora, por meio da página da Escola de Formação Judiciária, e aproveite para fazer um tour virtual 3D pelo laboratório.

 

por ACS — publicado 25/09/2020 12h30, última modificação 25/09/2020 17h29

https://intranet2.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2020/setembro/lancamento-aurora-ajude-a-construir-o-cartorio-4.0

venha conhecer.png

Venha conhecer nosso Laboratório de Inovação – Aurora

 

Aurora chegou para lançar luzes sobre novas ideias. Aurora nasce e representa um novo momento, um marco para inovação na Casa. E você é convidado a fazer parte desta história!

No dia 2/10, às 16h, venha conhecer esse espaço lúdico de interação, experimentação, colaboração e de fomento à cultura da inovação no Tribunal.

 

O evento será 100% online com transmissão ao vivo pelo canal oficial do TJDFT no YouTube. Inscrições abertas na página da Escola de Formação Judiciária.

 

Durante o lançamento, os participantes terão a oportunidade de fazer um tour 3D pelo laboratório – espaço moderno, propício a troca de experiências e práticas colaborativas.

 

Ambiente ideal para pesquisa, exploração, ideação e prototipagem de soluções inovadoras, com foco no usuário, tendo em vista os processos e serviços prestados pelo Tribunal.

 

Na ocasião, você poderá desfrutar ainda de bate-papo descontraído sobre a experiência de implantação do laboratório de inovação do TJPE e conhecer o primeiro grande projeto do Aurora: o Cartório 4.0.

 

E vem desafio por aí. Fique ligado! Sua colaboração será fundamental para o sucesso da iniciativa. Participe! Ajude a construir o Tribunal do futuro.

 

O Laboratório de Inovação do TJDFT foi instituído por meio da Resolução 8/2020.

 

por ACS — publicado 23/09/2020 13h45, última modificação 02/10/2020 09h43

https://intranet2.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2020/setembro/venha-conhecer-aurora-laboratorio-de-inovacao-do-tjdft

TJDFT institui o Laboratório de Inovação Aurora

 

Agora é oficial! O TJDFT instituiu o seu Laboratório de Inovação, por meio da Resolução 8/2020, disponibilizada nesta sexta-feira, 4/9, no DJe. O documento foi aprovado pelo Pleno nesta terça-feira, dia 1º/9.

 

O Laboratório de Inovação Aurora, cujo nome foi escolhido por meio de votação aberta a Magistrados, Servidores e Estagiários, é um espaço lúdico de interação, experimentação e criação conjunta, com uso intensivo de métodos ágeis e práticas colaborativas, que envolvem ações de pesquisa, exploração, ideação, realização de pilotos, prototipagem e testes estruturados de soluções inovadoras, com foco no usuário. O objetivo é fomentar a cultura de inovação e apoiar o desenvolvimento de projetos críticos de transformação dos processos e serviços prestados pelo Tribunal.

 

O espaço será de livre acesso e utilização, para desenvolvimento de iniciativas que estimulem o envolvimento e a cooperação ativa de Magistrados, Servidores, jurisdicionados e demais colaboradores nas ações e projetos de inovação. Ele será coordenado por Magistrado designado pelo Presidente do Tribunal, com base em indicação realizada pelo Comitê de Governança e Gestão Estratégica – CGGE, e contará com uma equipe fixa e equipes multidisciplinares formadas de acordo com a natureza da ação ou do projeto a ser realizado.

 

Conforme a Resolução 8/2020, o Laboratório poderá trocar experiências e desenvolver projetos de inovação em conjunto com outros laboratórios, com instituições acadêmicas e com outras entidades públicas e privadas, por meio da realização de acordos, parcerias e formação de redes. 

No Laboratório de Inovação, o usuário será sempre o protagonista no desenvolvimento das soluções e o apoio das unidades judiciais e administrativas da Casa também será fundamental para o seu funcionamento.

 

Prepare-se! Diversas ações e projetos do Laboratório serão lançados em breve, então, não deixe de acompanhar e fazer parte dessa mudança!

 

por ACS — publicado 04/09/2020 11h15, última modificação 04/09/2020 11h16

https://intranet2.tjdft.jus.br/institucional/imprensa/noticias/2020/setembro/tjdft-institui-o-laboratorio-de-inovacao-aurora

institui aurora.jpg