imagem: céu em tons laranja com o nascer do sol entre nuvens

Aurora: realizações e evolução

O Aurora – Laboratório de Inovação do TJDFT – fechou 2020 com a realização de 13 oficinas de atendimento ao público dentro do projeto Cartório 4.0, que envolveram mais de 150 servidores e magistrados, das mais diversas Varas, Juizados e unidades do Tribunal. A metodologia adotada recebeu avaliação positiva da Casa, tendo 57% dos respondentes se declarado surpreendidos e 43% satisfeitos com a forma de trabalho apresentada. Não houve nenhuma escolha das opções indiferente e insatisfeito (de acordo com pesquisa de satisfação com 64 questionários respondidos).

Entre os produtos entregues pelo Laboratório, consta o Manual Respostas Rápidas WhatsApp Business, que faz uso de Linguagem Simples, isto é, de uma técnica de criação de textos fáceis de ler e mais próximos da fala. O documento foi criado a partir de uma demanda, recebida durante as oficinas, de diretores e servidores de cartórios que buscavam modos mais ágeis e padronizados de atendimento ao público durante a pandemia. A Ouvidoria, parceira no projeto, disponibilizou um Banco de Respostas Rápidas com textos prontos para uso. Os materiais, que já contam com mais de 300 acessos, foram disponibilizados pela TI em forma de artigos na Intranet/Ordem de Serviço/Solicitação de Serviço.

Além de magistrados e servidores da área fim, atuantes no desenvolvimento do projeto Cartório 4.0, o Aurora, em menos de 3 meses de atividade, também se dedicou a pesquisas, consultas e parcerias. Ainda no ano passado, em um de seus primeiros esforços de prototipação, o Aurora conduziu oficinas de design da interface do Sistema de Apresentação Remota e Reconhecimento Facial – SAREF, desenvolvido pelo Serviço de Sistema de Dados – SERCID em resposta à demanda recebida da Vara de Execuções das Penas em Regime Aberto (VEPERA).

 

Além disso, o Laboratório teve a chance de já iniciar encontros e compartilhamento de práticas e experiências com outros Tribunais, como o Tribunal de Contas de Pernambuco, Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul e o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 

NOVOS PROJETOS

O último compromisso assumido pelo Laboratório foi com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio do seu Laboratório de Inovação, Inteligência e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (LIODS/CNJ). O objetivo da parceria é a incubação de projeto escalável e replicável sobre execução fiscal, a ser elaborado com base nos Planos de Ação da Meta 9 relacionados ao ODS 17 – Parcerias e Meios de Implementação.

 

EVOLUÇÃO

Lançado em outubro do ano passado, o projeto Cartório 4.0 passará para a próxima fase ainda no início de 2021. De acordo com o planejamento elaborado, a fase de pesquisa e imersão será concluída em janeiro, após a análise dos dados coletados. Nova mobilização de servidores deverá ocorrer na fase de ideação de soluções, cujo início está previsto para fevereiro.

 

Em breve e de forma paralela aos trabalhos voltados ao atendimento ao público, o Laboratório deverá evoluir o projeto do Cartório 4.0 para outra atividade cartorária, que será divulgada ainda neste mês.

 

Gostou dos projetos do Aurora? Acesse o site www.auroralab.tjdft.jus.br e descubra todas as formas de contribuir!

Fonte: Sítio do TJDFT, por ACS — publicado 14/01/2021 10h30, última modificação 15/01/2021 12h25